Seguidores: Os Bons que respeitam os "Direitos Autorais"

terça-feira, 13 de dezembro de 2011

Há até um vídeo explicativo para orientar os usuários sobre as leis de copyright: Pois O YouTube está investindo para não ter problemas com direitos autorais.



A empresa anunciou a compra da RightsFlow, empresa que tem 30 milhões de músicas cadastradas com os dados sobre seus autores. 
O YouTube costuma remover previamente o conteúdo justamente para evitar brigas. Nos EUA, a empresa está sob efeito do mecanismo de Notice and take down, ou “notificação e retirada”, previsto na lei americana que define direitos autorais digitais, o Digital Millennium Copyright Act. Lá, a lei prevê que o autor que se deparar com uma obra sua pode solicitar ao provedor a remoção do conteúdo; o provedor deve notificar o autor e remover a obra.
É quase o mesmo mecanismo que quer ser implantado no Brasil pela nova lei de direitos autorais.
Na prática, isso já acontece. Gravadoras já recorrem ao mecanismo para solicitar a remoção de conteúdo pirata do ar. Por aqui, é o Ecad (Escritório Central de Arrecadação e Distribuição) o responsável por recolher direitos autorais no YouTube.
O órgão tem um acordo com o Google, mas não há um mecanismo de reconhecimento dos autores. O pagamento de direitos autorais é feito com base em um ranking enviado pelo Google ao Ecad..

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Eu Respeito os “Direitos Autorais” e, portanto comento assim: